quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Liberdade com responsabilidade

Nunca na história deste país, a imprensa foi tão questionada. Os principais veículos de informação já não são tão confiáveis como antigamente. As informações são imediatas, mas são tendenciosas. Até as pesquisas mostram tendências, mas não confiáveis.

Edição Histórica da Revista Manchete de abril de 1964.

Durante muitos anos, as revistas e os jornais impressos eram os principais veiculadores de notícias nos quatro cantos do mundo. Naquela época, os jornalistas e os repórteres eram os únicos responsáveis pela busca das notícias, pois havia a necessidade de checar os fatos e a veracidade da fonte.

Edição Histórica da Revista Manchete de abril de 1964.
Embora o direito à liberdade de expressão esteja na Constituição em seu artigo 5, inc, IX, ela deixa de existir se estiver em rota de colisão com outros direitos fundamentais, como o caso da dignidade humana, da intimidade, da vida privada, do direito à vida, entre outros.

Edição Histórica da Revista Manchete de abril de 1964


Responsabilidade

A diferença entre os veículos de notícias de hoje e daquela época é que havia mais responsabilidade na veiculação da notícia. Os jornais transmitiam somente fatos, tais quais os que levavam ao conhecimento dos leitores os males praticados contra o povo, como o descaso em relação aos direitos e deveres dos cidadãos.

Edição Histórica da Revista Manchete de abril de 1964
O acesso aos meios de comunicação se transformou muito rápido, permitindo que qualquer pessoa produza conteúdo e o divulgue nas redes sociais. Assim, muitas informações não correspondem totalmente à verdade. Com isso, o papel do jornalista mudou. Hoje em dia, os jornalistas estão se desdobrando para conseguir apurar essas informações “duvidosas”. A situação é tão séria que surgiram agências especializadas em checagem de fatos – as fact-checking agencies.

Os fatos relevantes são notícias que o povo gosta e precisa ver, mas nem sempre o que as emissoras de TV, rádios, jornais, revistas e redes de sociais divulgam são verdades.

A 24 anos divulgado fatos com responsabilidade
As Associações de Jornalistas determinam um conjunto de normas e procedimentos éticos que regem a atividade do jornalismo, ou seja, conduta desejável esperada dos profissionais que divulgam notícias.

Todas as notícias devem ser tratadas dentro dos princípios da conduta ética e profissional, tendo como objetivo principal oferecer boa qualidade de informação e satisfazer aos eleitores com conteúdos verdadeiros.
(Por Luiz Martins).

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 coment�rios:

Copyright © JORNAL IMPACTO | Suporte: Luiz Martins