sábado, 20 de maio de 2017

O JOGO DOS POLÍTICOS

Não é de hoje que assistimos acusações de todos os lados sobre políticos corruptos.  O que mais impressiona é a postura da população assistindo tudo como se fosse um campeonato de futebol.

A população parece que virou torcida de partidos, torcedores de times rivais, satisfeitos porque o "time" do amigo está em situação pior. Não há revolta contra os fatos em si ou contra  o sistema político. Não há insatisfação com o sistemático desrespeito com que  somos tratados, não existe qualquer união social para mudar as regras do jogo. Jogo esse que vem sendo jogado com os políticos profissionais e dos maiores partidos do Brasil.
A regra é clara: os políticos brigam pelo poder e o vencedor ganha o direito de roubar, prevaricar, oprimir e desrespeitar o sofrido povo brasileiro. O perdedor assume o papel de paladino da moralidade e da justiça e acusa o vencedor de corrupto. Juntas, as torcidas tentam manter o debate restrito aos gritos organizados de fora fulano, fora sicrano.
Parece que a população perdeu o rumo, ou seja, não consegue enxergar que o golpe é contra o povo e contra seus direitos. Alguém tem dúvida que os elevados impostos que pagamos se transformaram em propina? Alguém tem dúvida que os rombos da corrupção foram tirados da saúde, da educação, da segurança, etc? O golpe é contra o povo e não contra políticos adversários que atuam tão sorrateiramente quanto os rivais. Não existe o "nós" contra "eles" em se tratando de cidadãos decentes e indignados. Pobres ou ricos, estudados ou não, negros, mulatos e brancos, homens e mulheres. Somos todos um só no pagamento da amarga conta que os nefastos políticos nos apresentam. O povo brasileiro precisa se unir. Juntos, somos fortes e capazes de construir um grande país, digno do que somos.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Copyright © JORNAL IMPACTO | Suporte: Mais Template